FONTES TENENTISMO

  • Documentos Oficiais


Arquivo Histórico do Exércitodocumentação das tropas do Exército que combateram os tenentistas (série revoluções internas/subsérie revoltas tenentistas), entre as quais boletins internos, diários de marchas e operações, ordens gerais de operações, partes, relatórios diversos, etc.  Não acessíveis pela internet. 

Acesse o AHEx click

Superior Tribunal Militar: processos judiciais concernentes ao Tenentismo. Em processo de digitalização. Alguns disponíveis via internet.

Acesse o STM click

 

The Center for Research Libraries: relatórios de ministros de estado e mensagens presidenciais/governadores. Há diversas referências sobre ações tenentistas e legalistas. Disponíveis via internet. 

Acesse click 

Arquivo Histórico do Itamaraty: documentação relativa a questões de diplomacia e política externa relacionadas ao Tenentismo. Não acessíveis pela internet.

Acesse o Itamaraty click


Unidades do Exército e de polícias: Boletins, assentamentos de oficiais e praças e outros documentos de tropas que combateram o Tenentismo. Não acessíveis pela internet.

  • Periódicos 


Biblioteca Nacional: jornais e outros veículos de comunicação em que constam reportagens, entrevistas, artigos e outras publicações sobre ações tenentistas. Disponíveis via internet.

Acesse click 


Arquivo Público do Estado de São Paulo: Idem.

 Acesse click


Arquivo Histórico do Exército, Escola de Comando e Estado-Maior do Exército e Academia Militar das Agulhas Negras: revistas  “A Defesa Nacional”; nelas constam diversas publicações que podem interessar a quem queira pesquisar sobre o Movimento Tenentista. Na AMAN faltam alguns exemplares. Não disponíveis via internet. 

Acesse o AHEx click a ECEME click  a AMAN  click

     

  • Acervos de documentação privada


Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil: documentação de Fernando Setembrino de Carvalho e Juarez Távora, disponíveis em: click. Também de Bertoldo Klinger, Oswaldo Cordeiro de Farias, Filinto Müller, Pedro Aurélio de Góis Monteiro, Italo Landucci, João Alberto Lins de Barros, João Francisco Pereira de Souza, Juracy Montenegro Magalhães, Nelson de Mello, Oswaldo Euclides de Sousa Aranha, entre outros -  não disponíveis pela internet, mais informações acesse: click

Arquivo Edgard Leuenroth, do IFCH da UNICAMP: documentação de Miguel Costa e Lourenço Moreira Lima. Não disponíveis pela internet.

Acesse o Itamaraty o AEL: click

 

Arquivo NacionaL: documentação de Pedro Aurélio de Góis Monteiro. Não disponível via internet.

Acesse o Arquivo Nacional:  click

Memórias 

 

Bibliotecas: publicadas em livros, há tanto de legalistas como de tenentistas, caso de João Cabanas, João Alberto Lins de Barros, Osvaldo Cordeiro de Farias, Luís Carlos Prestes, Cândido Mariano da Silva Rondon, Dilermando Cândido de Assis e Floriano Napoleão do Brasil Miranda. Acesse relação de parte delas click    

Localize as que se encontram em bibliotecas de unidades do Exército click

  • Cartas de tenentistas: 


Arquivo Público do Estado de São Paulo:  432 cartas de tenentistas, do período entre janeiro de 1923 a julho de 1928. Disponíveis via internet. 

Acesse click

  • Fardamentos, armamentos, equipamentos e materiais.

Centros de preservação de memória: podem encontrados originais e réplicas no Museu Histórico do Exército e Forte de Copacabana (Rio de Janeiro), no Memorial da Revolução de 1924 (Catanduvas-PR), Memorial da Coluna Prestes (Palmas-TO) e Memorial da Coluna Prestes (Santo Ângelo-RS).

Acesse o MHExFC click e o Memorial de Palmas  click

 

 

 

 

 


 

Conhece outras?  Algum equívoco?  Entre em contato...  click